Passe o mouse sobre o nome da povoação.
Clique, para detalhes
Camilinho Tem-se que entender, desde o inicio, que são duas entidades distintas: Fazenda Camilinho e Comunidade Camilinho. A Fazenda Camilinho é a propriedade rural, hoje, pertence a João de Miranda Chaves que se faz de Centro Irradiador da comunidade, porque ali se encontram: a escola, a igreja, o posto de saúde, a seção eleitoral, a presidência do Conselho de Produtores Rurais. Detalhes? clique no verbete: Camilinho

Barão de Guaicuí Antiga estação da E.F.C.B, do ramal ferroviário trecho Corinto-Diamantina. Já foi chamada Estação Baraúna e Estação Gouveia. Atualmente, há propósito de fazer ali um centro de turismo, mas enquanto isto, a povoação está sendo invadida, e, por isto, está a exigir ação urgente, do poder público, para proteção do patrmônio cultural e artístico. Detalhes? clique no verbete: Barão de Guaicuí

V.A.Mascarenhas A Vila Alexandre Mascarenhas é a povoação, além da sede, que tem status de distrito. As informações disponíveis, na sua maior parte, são transcritas da publicação, intitulada: História da Vila Alexandre Mascarenhas, de trabalho escolar dos alunos do 1o. ano do Ciclo Intermediário; orientados pela professora Rosilene Maria Miranda Leite.
Publicação, editada em 2003, tem 66 páginas, por isso far-se-á um resumo, acrescido de comentários
Rosilene é professora da E.E.Ciro Ribas – a única escola estadual localizada fora da sede do município; é neta de Pedro Ivo de Miranda, dinâmico gouveiano, que, tem em seu currículo o feito de conseguir a emancipação política de Presidente Juscelino; Rosilene é neta, também, de Maria Amélia de Miranda, a primeira professora da E.E.Rural de Camilinho, instalada em 1913. Detalhes? clique no verbete: V.A.Mascarenhas
P.Pereira Quem foi Pedro Pereira? Parente de Izabel Pereira, de Ponte Izabel? quem foi Bilia de Engenho da Bilia? Raquel de Engenho da Raquel e Camilo de Camilinho? Por que todos sabem a história de Maria Gouveia e não há interesse nos nomes de pessoas que teem seus nomes imortalizados nas denominações de comunidades? São nomes escolhidos pelo povo das localidades e portanto desconhecidos do grande público, mas isto não os faz menos merecedores de pesquisa, recuperação e divulgação da história de cada um deles. Sugiro que a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, ao realizar o levantamento do Patrimônio cultural do municipio, inclua também a história das comunidades e das personalidades envolvidas. Informações que nos chegarem às mãos, serão colocadas, de imediato nesta página. Detalhes? clique no verbete: P. Pereira
Cuiabá Cuiabá é um dos poucos Centros de Irradiação que tem aparencia de povoado, com as resdencias formando arruamentos. Está muito próximo da sede do municipio e se beneficia desta posição. Do ponto de vista histórico, uma observação importante é que há, no Registro Paroquial, feito em 1856, informações sobre 13 glebas no local Cuiabá, contudo, nenhum nome Dória - hoje a familia dominante - aparece na relação de registros. Donde se conclui que os Dória se estabeleceram, ali, depois desta data. Detalhes? clique no verbete Cuiaba!

Ribeirão Areia Deste Centro Irradiador, fazem parte os Núcleos Comunitários seguintes:
  • Capoeira Grande
  • Capoeira do Alto
  • água Limpa
  • Ribeirão>
Ainda não há informações disponiveis
Eng.Bilia Deste Centro Irradiador, fazem parte os Núcleos Comunitários seguintes:
  • Engenho da Raquel
  • Espadeiro
  • Veludo
Detalhes? clique no verbete Eng Bilia

Ribibiu Deste Centro Irradiador, fazem parte os Núcleos Comunitários seguintes:
  • Ribibiu
  • Picada
Sabe-se que no Ribibiu tem um grupo de produtores rurais, da famílias Alves e Miranda extremamente unido, com dinâmica de trabalho própria, fazendo agropecuaria com tecnologias tais como: ordenha mecânica, inseminação artificial, uso de calagem e adubação, e associados para aquisição de equipamentos pesados. Precisa-se de mais informações.
Agua Parada Mandaçaia é uma especie ou linhagem de abelha que produz excelente mel. Dizem, as más linguas, que, na localidade, residiam duas amazonas que cavalgavam raramente, vestiam o mesmo modelo; então, para economizar, usavam uma unica roupa para montaria. Nas raras vezes que uma decidia viajar, a saia de montar estava sempre na residência da outra; assim, mandava-se um recado: fala com comadre que manda a saia!. A comunidade, parece que se irritou com a expressão, que julgavam pejorativa e preferiram a denominação água parada nome de um pequeno corrego que corre na região. Com certeza foi uma má escolha, afinal mandaçaia tem conatação de mel e agua parada tem de mosquito; mas fazer o que? Detalhes? clique no verbete: água Parada
Gouveia Gouveia: atual, moderna, dinâmica, pode-se ver no "site":www.gouveia.com.br; nosso parceiro na missão de mostrar Gouveia aos internautas. A tradição, a cultura, os costumes, a história e a beleza também são notados na zona rural. Os responsáveis pelo "site" citado, nosso co-irmão, tem mostrado a cidade. Nós completaremos o trabalho mostrando:
  • A comunidade gouveiana de Belo Horizonte (AFAGO);
  • A Zona rural do municípiode Gouveia.
A AFAGO se apresenta nas páginas deste "site"; aí estão: o boletim, o estatuto,os projetos, a administração, o congraçamento e sua história.
Na página atual, faremos irradiações para outras páginas, comentando coisas da historia e da cultura do meio rural de Gouveia.
Sabemos muito pouco, mas mostrando o que sabemos motivaremos pessoas que têm informações e interesse em dividi-las conosco. Contamos com você internauta.
Detalhes? clique no verbete Gouveia.