Síntese do diagnóstico, por assunto:

  1. Infra-estrutura viária e transportes
    • Apesar de contar com a BR259 cortando todo o território municipal, com características de uma verdadeira via coletora de trafego gerado em toda a zona rural, o Município não utiliza ainda esse potencial devido à precariedade de suas estradas vicinais. Essas estradas somam um total de 300 Km; grande parte em estado precário de conservação devido aos processos erosivos do solo, Outras dificuldades criadas pelo relevo do Município, como altas declividades e rede densa de drenagem, tornam ainda algumas estradas intransitáveis, principalmente nos períodos chuvosos.

  2. Agricultura e olericultua
    • A análise da situação atual do Município mostra que o maior potencial, para crescimento de sua economia e geração de empregos, está no fortalecimento do setor primário, que ainda hoje absorve grande parte da força de trabalho do Município apesar do êxodo rural que ocorreu nos últimos anos. Entretanto, verifica-se que à exceção do alho, a maior parte de sua produção agropecuária destina-se ao consumo interno. Os produtores, em sua maioria pequenos proprietários, encontram dificuldades relacionadas às características do solo e do relevo do Município, causadoras de problemas que, para serem corrigidos, necessitam altos investimentos, encontram ainda dificuldades relacionadas àcomercialização e à aquisição de insumos e equipamentos necessários ao seu trabalho .A própria estrutura fundiária, mostrando que a maioria das pequenas propriedades até 20 háocupam 7% do território Municipal que a maior parte das terras está nas mãos de grandes proprietários e de empresas particulares, é fator que impede o desenvolvimento do setor no Município.

  3. Criação animal
    • Os principais problemas enfrentados pela pecuária no Município referem-se à falta de pastagens adequadas e às características do rebanho, com predominância do gado “crioulo” e ausência de gado de raça, causando baixas produtividade, principalmente de leite e seus derivados, que não chegam a alcançar uma produção considerada ótima, mesmo para o consumo interno, Das pastagens existentes, cerca de 65% são naturais, com vegetação característica da região, e menos de 5% são formadas com a utilização de técnicas agronômicas. Outros tipos de criações como a de suínos, bem como a avicultura, a piscicultura e a apicultura ainda estão em escala bastante reduzida, voltadas apenas para o mercado interno.

  4. Pequenas industrias.
    • O setor industrial, atualmente, apresenta maior força de extração do quartzo para liga de alumínio, cujo beneficiamento é feito fora do Município. A indústria têxtil também ocupa lugar de destaque neste setor. Os demais estabelecimentos industriais são pequenos e voltados para a fabricação caseira de derivados dos principais produtos da região, principalmente através de processos artesanais. Outros pequenos estabelecimentos como marcenarias, serralherias, fabricas de artefatos de cimento, fabricas de peças mecânicas e industria de bebidas atendem, principalmente, o mercado interno.

  5. Equipamentos sociais, comunitários e infra-estrutura de apoio
    • A maior oferta de equipamentos sociais e comunitários está concentrada na sede do Município, ficando a população rural com um mínimo de infra-estrutura de apoio às reuniões comunitárias, festividades regionais,em grande parte realizadas na igreja local ou nas instalações precárias das escolas rurais, Um programa visando ao desenvolvimento rural do Município pelo trabalho integrado entre a Administração Local e a comunidade deverá fornecer a essa comunidade condições de se reunir, de promover palestras e debates e de se confraternizar através de comemorações festivas e religiosas. Além disso, um programa amplo visando melhores condições de saúde da população deverá buscar a saúde mental e física, também através do lazer e praticas esportivas. Outros problemas encontrados neste setor foram detectados a partir de reuniões com as comunidades rurais, onde surgiram demandas relativas a cemitérios, melhores condições de segurança pública e prevenção de acidentes, a introdução de melhorias físicas no arruamento existente nos povoados.

  6. Saúde e saneamento básico
    • O diagnostico do setor, no Município, revelou que apenas a sede concentra a quase totalidade dos serviços de atendimento, sendo a maioria de caráter ambulatorial, acrescenta-se ainda os serviços odontológicos, de analises clinicas, e de imunização. A maioria da população é atendida pelo INAMPS e Funrural. O único hospital, atualmente em ampliação, oferece numero pequeno de leitos. A população rural tem assim que vencer distancias e dificuldades de acesso e transportes para ter um atendimento mesmo ambulatorial, na sede do Município, pela absoluta falta de recursos no restante da área municipal. Por outro lado, as condições de saneamento básico, principalmente, de higiene das habitações, de esgotamento sanitário, de abastecimento de água e sua adequada utilização para consumo domestico, bem como a falta de educação para a saúde e orientação sanitária, agravou em muito os problemas de saúde da população rural, tendo em vista as doenças mais freqüentes no Município como Doença de Chagas, Verminoses e Carência Nutricional.

  7. Educação
    • O ensino no Município apresenta deficiência na zona rural onde a rede física é deficiente e grande parte das professoras não tem habilitação para magistério. A maioria das escolas oferece apenas as três seres do 1o. grau existindo ainda classes multiseriadas. O índice de analfabetismo, na faixa etária de 5 a 14 anos, ainda é alto na zona rural. Dados fornecidos pelo Censo de 1980 indica, na época, um índice de 50%. A oferta de ensino na sede é melhor, com 1o, grau completo em uma das Escolas Estaduais, e o 2o. grau em escola particular. Habilitação ao Magistério e Curso Técnico de Contabilidade. Entretanto o numero de vagas ainda não é suficiente, pois são os únicos estabelecimentos para todo o Município. Outro problema que agrava a situação educacional no Município, principalmente na zona rural, é a baixa renda familiar criando dificuldades para aquisição de material didático, e exigindo apoio em relação à merenda escolar. Existe ainda o problema de falta de comprimento do calendário escolar pelos alunos da zona rural, que abandonam as aulas para trabalho nos meses de plantio ou colheita. Também problemas relativos ao êxodo rural e diminuição da força de trabalho no campo exigem, ao nível de educaço na zona rural, que se ensine ao aluno técnicas agrícolas e lhe dê treinamento e assistência para sua formação profissional.

  8. Energia e comunicação
    • O fornecimento de energia elétrica, feito pela CEMIG, atende integralmente a zona urbana, e apresenta-se ainda deficiente na zona rural, onde quatro povoados estão eletrificados, e cerca de 41 propriedades rurais. Apesar de atualmente estar em andamento a expansão de eletrificação rural, através do progrma CEMIG-RURAL para atender a mais propriedades, é necessário se fazer uma programação mais ampla para agilizar o atendimento de toda a área, tendo em vista o tamanho do Município. Quanto ao serviço telefônico prestado pela TELEMIG, o Município não conta ainda com o sistema DDD, realizando somente ligações locais e interurbanas e recebendo a sede todo o atendimento.

  9. Administração municipal
    • A Prefeitura Municipal de Gouveia apresenta uma estrutura frágil tanto do ponto de vista organizacional como financeiro, com um quadro de pessoal reduzido e sem condições financeiras de apoio efetivo ao Programa proposto, necessitando a ajuda de Programas Especiais do Governo Estadual e Governo Federal. Internamente, necessita atualização e melhoria de seus instrumentos tributários, da legislação urbanística referente ao parcelamento do solo, normas de edificações e posturas, e de ampliação e capacitação de sua equipe de trabalho, principalmente nos setores voltados ao atendimento da população com relação à infra-estrutura de serviços, à educação, à saúde e ao desenvolvimento econômico municipal e com ênfase no incentivo à produção agropecuária, à comercialização e à promoção do homem do campo. é Importante ainda, dentro da proposta de trabalho conjunto com a comunidade, procurar uma forma de efetivar esta participação junto ao Governo Municipal, para que as ações sejam realmente resultados de soluções conjuntas debatidas e acertadas entre a Administração Municipal, a Cêmara de Vereadores e segmentos representativos da comunidade.