Mostrar Perfil php

Total de Perfis: 5

RETORNAR

ADILSON DO NASCIMENTO (05/04/14)
NOME: Adilson do Nascimento. IDADE: 66 anos. Nascido em 12 de julho de 1947. LOCAL DE NASCIMENTO E FILIAÇÃO: Vila Operária da Fábrica São Roberto, em Gouveia. Filho de Joaquim Alves do Nascimento (Quinzinho), carpinteiro da fábrica e de Maria Madalena Silva, dona de casa. PROFISSÃO: atualmente aposentado, depois de 48 anos de dedicação às relações humanas em empresas de grande porte. VIDA PROFISSIONAL: iniciada na Fábrica São Roberto, aos 14 anos, em 1961; prosseguida em 1977 na CENIBRA; depois em 1979 na PRODEMGE e em 1984 no Banco Rural S.A. EXTRA PROFISSIONAL: fui vereador em Gouveia no período de janeiro de 1971 a novembro de 1977, sendo presidente da câmara no período de janeiro de 1976 a novembro de 1977, quando renunciei ao mandato para residir fora do município. ESTADO CIVIL: casei-me na Capela de Nossa Senhora de Lourdes, a igrejinha da Fábrica São Roberto, em 12 de julho de 1969, com a professora Ilda Vieira, também nascida em São Roberto. DESCENDENTES: dessa união que dura até hoje, nasceu, em Diamantina, em 18 de abril de 1971 a minha primeira filha: Raquel, hoje formada em educação física, pela UFMG e turismo, pela Universidade Newton de Paiva e casada com Frederic Ellis Sotomayor Blaz, de origem peruana, professor de línguas, que me deram o neto Enzo Gabriel Vieira Nascimento Sotomayor, atualmente com quatro anos de idade. Também nasceu, em Diamantina, em 1º. de abril de 1974 minha segunda filha: Simone, hoje formada em odontologia, pela PUC-MG e casada com Guilherme Lotti Soares, representante comercial e descendente dos Barachos, de Diamantina, que me deram os netos João Victor Nascimento Lotti Soares, com onze anos e Anna Luiza Nascimento Lotti Soares, com seis anos de idade. Já em Belo Horizonte, em 7 de fevereiro de 1983, nasceu o meu caçula Felipe, formado em administração, pela Universidade Pitágoras, que trabalha na Tangará Foods e continua solteiro.

Zayde de Oliveira Gomes Pereira (18/02/2010)
Meu nome é Zayde de Oliveira Gomes Pereira . Nasci em Gouveia no dia 03 de Agosto de 1928. Sou filha de João Alves de Miranda e Adalgisa de Oliveira Ribas. Sou casada com José Antonio Gomes Pereira há cinqüenta e seis anos. Temos quatro filhas, seis netos e três bisnetos. Aposentei-me como professora primária, tendo lecionado durante trinta anos na Escola Estadual ¨Aurélio Pires¨. Gosto de: ler livros de ficção, filosofia, romances, auto-ajuda, poemas , poesias e biografias; bordar tapetes arraiolo; ouvir música; ver televisão. Recentemente descobri este milagre que é a Internet, fico maravilhada com tanta informação e por ela trazer o mundo em nossas casas. Para mim não existe lugar melhor para se viver do que a nossa querida terra ¨GOUVEIA¨.

Milton M. Ferreira de Miranda (25/02/10)
Quem é Milton ? Eu nasci em um pequeno lugarejo "Camelinho" no municipio de Gouveia, no ano de l938.Sou filho de Antonio Augusto de Miranda e Maria Luiza Ferreira de Miranda.Vivi em Camelinho por um bom tempo onde estudei em escola rural.Como Camelinho é perto de Gouveia estava sempre passeando por lá. Gouveia não tinha hotel e então hospedava na casa de João Ribas e D.Vitalina.João Ribas era padrinho do meu irmão mais velho Edson Miranda.Aproveito o ensejo para deixar aqui o meu abraço a esta pessoa admiravel que é D.Vitalina. O meu abraço a todos desta familia querida, especial ao meu colega da AFAGO o Haroldo.Posteriormente fui estudar em Diamantina e passamos a morar na Rua Espirito Santo, ao lado do famoso Mercado.Moramos em Diamantina por um bom tempo. Meu pai era fazendeiro e minha mãe professora. Eramos sete irmãos. Em l955 tivemos que mudar para Belo Horizonte, onde iamos continuar os estudos. Minha mãe e meu pai com toda dificuldade conseguiram formar todos os filhos em curso superior. Eu formei em Direito e em Contabilidade. Especializei em direito tributario na área de Imposto de Renda e graças a Deus me realizei profissionalmente. Aqui me casei com Lili Bechara de Miranda. Temos treis filhos dois advogados e uma dentista\psicóloga. Eu já tenho um neto e uma neta. Estou com 71 anos e graças a Deus tenho boa saude. Trabalho no meu escritório em media de 10\12 horas diária. Com muita honra sou membro da diretoria da AFAGO, associação esta comandada por Dr.Valdir e meu primo Prof.Raimundo Nonato, duas pessoas formidáveis. Na AFAGO tenho oportunidade de encontrar os conterrâneos, bater um bom papo, passar horas agradáveis ao lado de ilustres gouveianos. Sou uma pessoa alegre, de bem com a vida e com um coração igual de mãe.

Maria Auxiliadora de Paula Ribeiro (29/12/16)
Quem é Auxiliadora, vista por ela mesma? Filiação: Manoel Conceição de Paula e D. Antônia Fernandes de Paula. A meus pais, a minha gratidão e a minha saudade! Personalidade: Muito forte! Quando quero algo, realizo! Pena tê-la sufocado por muitos anos, tornando-me um ser sem vontade própria, submissa, talvez, por amor aos filhos e a meus pais! Sinceridade: chego às raias da transparência! Justiça: Sou justa, exigente para comigo, mesma! Entretanto, sou complacente com os demais e cedo às pressões, quando pressionada com carinho! Porém, só o faço se perceber que a justiça e a lealdade estão norteando os meus passos! Religião: Católica, tendo em D.Flora, mãe de José Moreira, minha única catequista,ícone de piedade, amor ao próximo e a Deus, modelo a me guiar pelas sendas de minha vida! Solidão: Muito só, a monologar com o meu PC! Quando me encontro com pessoas afins, dialogo muito, sobre todos os assuntos, tendo que policiar a minha prolixidade. Sentimental: Estou sempre "rabiscando" minhas poesias, transferindo para o papel, minha saudade, meus conflitos e meus ais! Assumo, com prazer, o nome cafona, com que muitos, neste mundo tão material, codinominam os sentimentais! Carência: Apesar de parecer muito determinada e forte, sou frágil e carente de afeto Minha alegria: Ser mãe de Wilson Júnior, Luís Henrique e Aline Maria, três filhos saudáveis, muito bem dotados de QI, responsáveis e dinâmicos. Pena morarem longe de mim! É a vida... Meu xodó: Os netos Lucas e Gabriel! Meu marido: Wilson da Silva Ribeiro, o pai de meus filhos, a quem devo a alegria de ser mãe! Tristeza: Não poder ser compreendida e não poder dialogar muito, em minha casa! Vida Social: Quase nenhuma, apesar de sentir a vida borbulhar lá fora e no âmago de meu ser! Saúde: muito frágil, não acompanhando a minha "gana" de viver! Vaidade: Muitíssimo vaidosa, apesar da idade! Sigo à risca, um adágio popular: "Nascer feio (a) é um direito! Apresentar-se bem é um dever!"! Incoerência da Vida: Ter, a conselho médico, jogado muita juventude na mente, para afastar a ansiedade e a depressão e, depois, ser impedida, numa ordem dada pelos próprios médicos, de usufruir dessa juventude, uma vez que o corpo, particularmente, os ossos, não conseguiram acompanhar! Ossos só têm uma idade: a cronológica, à que jamais me apeguei. Conflitos: Amor de Mãe x Sonhos de Mulher! Renúncia: Dizer não às minhas aspirações profissionais quando, por esforço e, talvez, capacidade, poderia ter dito sim! Frustrações: Não ter sido bastante forte para vencer todos os obstáculos que me impediram fazer o Curso Superior! Defeitos: Não perdoar as minhas faltas e me cobrar, sempre! .Lembrar-me, sempre, de minha submissão e timidez de outrora e me penitenciar por isso, no presente! .Apegar-me, muito, ao passado, sendo uma sentimental incorrigível! Orgulhos: Ser mãe e avó de filhos e netos lindos, saudáveis e inteligentes! Ser irmã de Noel e Maria Olímpia, como eu, representantes da família que se foi! Meus únicos irmãos vivos; proteção, amor e companheirismo em todos os meus momentos de alegria ou de dor! .Ser sogra de Amanda e Valéria, lindas e bondosas, a quem considero minhas filhas! .Ostentar o nome de gouveiana e ser lida por meus conterrâneos que, apesar de não me conhecerem, compartilham, através de meus poemas, do meu amor à minha terra natal - Gouveia! Gouveia de minha infância feliz! Gouveia, a cidadezinha hospitaleira! Gouveia, cuja lembrança fez moradia em meu coração! Infelizmente, um dos meus orgulhos, meu irmão, Noel, às primeiras horas do dia 01-07-2010, nos deixou. Partiu, também para a Pátria Celeste, ao encontro de tantos entes queridos nossos, que já se foram. Ficamos, somente duas: Maria Olímpia e eu, estimuladas, apenas, pela certeza de que, um dia, a todos eles nos reuniremos. Meus pais, Sr Manoel e D. Antônia, Guido, Vera, João, Noel e Vina saibam que, na Terra, continuam a ser o nosso orgulho e a nossa fé na Ressurreição! Que as nossas lágrimas não os perturbem! Descansem em paz! Em maio de 2011, com o conto " O Saber," pelos Jogos Florais de Avis, Portugal logrei ser classificada em quarto lugar dentre 670 obras literárias de vários países, e, com muita honra, passei a integrar a Galeria de 8(oito) intelectuais curvelanos internacionalmente premiados. Em abril de 2012, no Concurso Cidade Grande Rio, pela Taba Cultural, tive 6(seis)poemas premiados, o que me deu direito de figurar na Antologia comemorativa ao evento e a um blog pela Internet patrocinado pela promotora do Concurso. Em 02 de junho de 2012, minha filha, Aline Maria de Paula Ribeiro se casou em Búzios com Raphael Clinquart. Em 17 de agosto do mesmo ano, tomei posse na Academia Curvelana de Letras, cadeira 08, patrono Cônego Lafayette Costa Coelho, exercendo o cargo de secretária-geral do sodalício. Em 05 de maio de 2014, nasceu a minha neta, filha de Aline/Rapha, Luna Ribeiro Clinquart. Aos 19 dias do mês de setembro de 2014, meu marido, Wilson da Silva Ribeiro faleceu. Viúva, dedico o meu tempo às ternuras de meus 03 (três) netos e à dedicação aos meus 03(três) filhos, além de ler e escrever muito. Pela sexta vez, tenho a honra e o privilégio de ser jurada vitalícia na Comissão Julgadora do Prêmio Afago de Literatura, em minha terra- natal, Gouveia. No momento, estou editando dois livros, cujos lançamentos, se Deus quiser, se darão no próximo ano de 2017. 29/12/2016

Roberto Alves Nunes (10/02/2010)
Um homem feliz, apaixonado pelos meus cinco filhos Roberto Filho, Raphael, Gabriela, Tainá e Jéssica, admirador de minha esposa Marilene, de meus pais Oséias e Stael, e de meu Irmão Eunápio. Um maçom na busca da perfeição, pois defende a pratica da liberdade, igualdade e fraternidade, entre os homens. Um Agrônomo, que busca a sobrevivência humana, de maneira equilibrada, na biodiversidade que o sustenta. Para isto se doa, de corpo e alma, na orientação de produtores e seus familiares, construindo com eles, e não para eles, o seu futuro. Um obstinado em retornar a nossa terra, e assim vem construindo com a família um plano de retorno infalível.