Relação nominal dos estudantes, finalistas, candidatos ao Prêmio Afago de Literatura edição 2013 e sua Produção Literária

Retornar





Nome do Estudante Produção Literária link
Ana Letícia Lopes Mreira Ser jovem Ana Letícia
Bárbara Aparecida Andrade Araújo Pai Bárbara Aparecida
Bárbara da Cunha Almeida A natureza pede socorro Bárbara Cunha
Camila Simões Um lobo diferente Camila
Cassiana Aparecida Ferreira Gouveia, minha cidade Cassiana
Davidson Bruno da Silva Mãe de Amor Davidson
Érica Guedes Pereira de Oliveira Minha segunda casa Érica
Helcinária Cristina dos Santos Almeida O que eu faço? Helcinária
Isadora Georgia dos Reis Fases da vida Isadora
Larissa Estéfany Vieira dos Santos Ser jovem Larissa
Mateus Mendes de Moura O lugar onde vivo Mateus
Nislane Damiane Silva Minha comunidade Nislane
Otávio de Moura Ávila Maioridade penal Otávio
Pedro Rodrigues Junior Efêmeros Pedro
Rosana Aparecida de Almeida Ser jovem Rosana

Volta ao inicio da pagina

E.E. Joviano de Aguiar
Aluna: Ana Letícia Lopes Moreira
Série: 9º. Ano
Professora: Márcia Moreira
Categoria: Poema

Ser Jovem

O que é ser jovem?
Pergunta universal em cinco letras: vários significados...
Ser jovem é ter pouca idade, estar a procura da liberdade,
Ou ser jovem é ter uma essência espiritual e estar cansado de ser normal?
Bem, ter perguntas sem respostas cansa,
Mas nós somos movidos pela esperança.
Talvez encontraremos essa resposta no final,
Ou talvez esta dúvida é normal.
Ser jovem pode ser sair sem ter hora para voltar.
Ou talvez pode ser amar achando que nunca acabe.
Ser jovem pode ser preferir Coca a suco natural.
Ou talvez achar que mudar é normal.
Quem sabe tudo isso junto, já que estamos a procura de um conceito final?
Tu não achastes? Nem eu.
Será que o jovem sou eu?
Uma coisa eu admito:
É difícil achar a resposta de uma coisa que nos gera conflito.
O texto acaba aqui e não encontrei a resposta certa.
Mas talvez, essa última frase seja correta.
Ser jovem de idade ou algo espiritual, é querer ser feliz sem se preocupar em ser normal.


Volta ao inicio da pagina

E.E.Aurelio Pires
Aluna: Bárbara Aparecida Andrade Araújo
Série: 9º. Ano
Professora: Andréia
Categoria: Poema

PAI

É com poucas palavras
Que expresso meu sentimento
Que é algo grande que sinto aqui dentro.
TE AMO!
É só isso que quero te dizer
Pena que você está longe
E não dá importância para o que
Eu quero ou deixo de querer.
Sua ausência me fez perceber que a vida
Não é só tristeza
Aprendi algumas lições
Para minha família e para o mundo
Me leva a chorar quando lembro dos momentos
Que tivemos juntos...
Foram poucos, mas significativos e quando em minha mente
Onde você nunca está presente
Mas no fundo sei que há
Um sentimento profundo!
Espero que este poema
Não seja um dilema
Uma folha rasgada,
Uma página virada,
Mas um pedacinho de mim.


Volta ao inicio da pagina

E.E. Aurelio Pires
Aluna: Bárbara da Cunha Almeida
Série: 5º. Ano
Professora: Lourdes Dumont
Categoria: Crõnica

A natureza pede socorro

Há muitos e muitos séculos atrás, a mãe natureza era perfeita: os rios não eram poluídos, as árvores eram mais floridas, o gramado bem verdinho, enfim tudo era bonito.

Como o homem era ganancioso, cortou árvores, poluiu os rios com lixos das empresas, poluiu o ar com a fumaça das fábricas, só para ganhar dinheiro.

Vocês pensaram que ele ficaria quieto? Nunca! Depois vieram as consequências: doenças, intoxicações, falta de água. Todos pagaram pelo que fizeram.

A natureza lança o seu SOS para que todos façam a sua vontade: que não tirem os pássaros de seus ninhos, que não desbotem o seu verde, que deixem a água limpa e pura bater nas rochas livremente, e caírem nos rios, pois os únicos prejudicados serão os homens mesmos.

O homem pensou... pensou... e chegou à conclusão que se maltratasse menos a natureza, talvez não teria tantos problemas no futuro. Então agiu depressa: colocou filtros nas chaminés das fábricas, reciclou o lixo das empresas, economizou água, não fez queimadas; e percebeu que as mudanças fizeram efeito.

Com isso, ganhou ar puro, vida saudável, água potável e o verde das matas. O mais importante foi a bênção de Deus, pois sem sua graça, não teriam esperança para renovar a vida na Terra.


Volta ao inicio da pagina

Premada
Prêmio: R$1.000,00

E.E.Aurelio Pires
Aluna: Camila Simões
Série: 5º. Ano
Professora: Lourdes Dumont
Categoria: Crônica

Um lobo diferente

Em um belo dia, eu, o lobo, resolvi ir à floresta procurar o meu almoço. Quando eu estava andando ouvi uma vozinha delicada cantar, logo me animei, poderia ser o meu almoço. Corri em sua direção, me escondi atrás de uma árvore e armei o bote, mas quando fui atacar, vi que era uma bela menina com um capuz vermelho e com uma cestinha na mão.

Quando ela me viu, uma surpresa! Ela não sentiu medo, foi me cumprimentar e perguntar o meu nome. Eu lhe cumprimentei e falei o meu nome. Ela me disse o seu e me convidou para almoçar na casa de sua vovozinha.

Fomos conversando pelo caminho e cada vez eu ia simpatizando mais com ela. Chegamos. Almoçamos , e a sua vovozinha achou normal a presença de um lobo em sua casa. Resolvemos então cochilar um pouco. Mas neste pequeno tempo a vovozinha foi à cozinha fazer um bolo para o lanche sem que a gente percebesse.

Acordei assustado com os gritos de socorro, fui onde a vovozinha estava para lhe socorrer. Dei de cara com outro lobo segurando a vovó. Peguei a assadeira, bati em sua cabeça, dei um golpe e amarrei os seus braços.

Para a minha surpresa um caçador que estava passando, vendo a confusão, entrou e foi me atacar, mas a vovozinha e a Chapeuzinho gritaram para me soltar. Ele olhou para elas pedindo explicação, então contamos a ele o que tinha acontecido, ele compreendeu e levou o lobo mau para a prisão.

Fiquei muito triste por saber que eu fazia o mesmo, mas ao mesmo tempo feliz por saber que me transformei em um lobo bom, um lobo diferente.


Volta ao inicio da pagina

E.M.Profa. Zezé Ribas
Aluna: Cassiana Aparecida Ferreira
Série: 7º. Ano
Professora: Loourdes Dumont
Categoria: Poema

Gouveia, minha cidade

Cidade...
Onde posso brincar, estudar e passear
Um lugarzinho simples
Onde quero para sempre morar

Aqui tem festa religiosa
Onde se reúne toda a cidade
Com amor e devoção
E muita paz no coração

Tem a Kobufest a maior festa
de integração
Promovida pela Prefeitura
Envolvendo a região

Gouveia, minha cidade
Que mora em meu coração
Tenho orgulho em dizer
É um lugarzinho simples
Que para sempre quero viver.


Volta ao inicio da pagina

Premado
Prêmio: R$1.000,00

E.E.Joviano de Aguiar
Aluno: Davidson Bruno da Silva
Série: 3º. Ano - Segundo grau
Categoria: Poema

Mãe de amor

Amor verdadeiro de uma mulher
Amor de mulher incondicional
Amor passivo de intrigas
Amor muitas vezes irracional

Amor que dói na ausência
Amor que aquece a alma
Amor que fortalece a esperança
Amor que conduz à calma

Amor que conforta o coração
Amor que na ausência nos faz chorar
Amor que dispara no peito
Amor que nos faz amar

Amor no singular sentimento
Amor que cuida da gente
Amor que nunca desaparece
Amor de alma, de corpo e de mente

Amor que provoca o coração
Amor muito além do pensamento
Amor que vive na essência
Amor que pulsa por dentro

Amor intangível, imaterial, abstrato
Amor concreto, efetivo, literal
Amor valioso, precioso, caro
Amor que não se abate pelo mal

Amor puro, doce e inocente
Amor que não guarda rancor
Amor profundo, subjacente
Amor de mãe: mãe de amor!


Volta ao inicio da pagina

Premado
Prêmio: R$1.000,00

E.M.João Baiano
Aluna: Érica Guedes Pereira de Oliveira
Série: 7º. Ano
Professora: Geralda Eunice Moreira Rocha
Categoria: Poema

Minha segunda casa

Em Camilinho não há
Lugar melhor pra estudar,
É a escola João Baiano
que agora vou lhe apresentar!

É uma escola pequenina
que hoje está a transformar
e quando ficar pronta
Todos iremos comemorar!

Lá tem muito amor,
que nos inspira a continuar
sempre pensando no futuro
isso nao nos deixa desanimar.

Essa escola tem muitas histórias,
muitos passaram por lá
Meus avós, tios se casaram
com pessoas desse lugar.

Eu estou estudando muito
Logo quero me formar
Para nessa escola,
Eu ainda ei de trabalhar!


Volta ao inicio da pagina

E.M.João Baiano
Aluna: Helcinária Cristina dos Santos Almeida
Série: 7º. Ano
Professora: Geralda Eunice Moeira e Rocha
Categoria:Poema

O que eu faço?

O que eu faço com este amor?
que no frio me dá calor!

O que eu faço com essa emoção?
que está destruindo o meu coração!

O que eu faço com a minha poesia?
que foi embora pelo ralo da pia!

O que eu faço com a arte?
que foi embora para marte!

O que eu faço com o medo?
que na noite escura guardo em segredo!

O que eu faço com a solidão?
que tá me deixando azeda como limão!

O que eu faço com a minha paixão?
que dá alegria ao meu coração!

O que eu faço com os meus pensamentos?
que brincam com os meus sentimentos!

O que eu faço, meu Deus?
o que eu faço?


Volta ao inicio da pagina

E.E.Aurelio Pires
Aluna:Isadora Georgia dos Reis
Série: 5º. Ano
Professora: Lourdes Dumont
Categoria: Poema

Fases da vida

Nascemos, crescemos e envelhecemos.
Juventude, um mar de rosas
Vida mais charmosa.

Na adolescência ficamos maduros
Começamos a ver a maldade do mundo
Muitas pessoas sofrendo
E com fome morrendo.

Na velhice temos saudades
De toda aquela liberdade
Que um dia se acabou
E tudo mudou.

As fases da vida são assim
Passam depressa
Mas a lembrança fica no coração
E é guardada com muita emoção.


Volta ao inicio da pagina

E.E.Joviano de Aguiar
Aluna:Larissa Estéfany Vieira dos Santos
Série: 9º. Ano
Professora: Marcia Moreira
Categoria:Crônica

Ser jovem

Há uma semana, a professora nos deu um trabalho para definirmos o que é ser jovem. Logo me animei pensando: “Nossa, que trabalho fácil!”. Chegando em casa, comecei a pensar no assunto para poder escrever. E só aí cheguei à conclusão de que o jovem é inexplicável. Então falei: “Nossa Senhora!” Cada jovem é diferente, é agora que eu estou perdida!!!”

Então decidi pedi opinião de outras pessoas para tentar encontrar um caminho. Meu pai disse:

- Jovens são todos arruaceiros. Só gostam de festas, bebidas e drogas.

Minha mãe já disse:

- Para mim, jovem é ser novo.

E então minha avó:

- Os jovens de hoje... na minha época, não tinha nada disso. A gente namorava no sofá da sala com os pais do lado. E só saíamos de casa para ir à igreja.

Fiquei indignada com as respostas que obtive. Nem todo jovem é arruaceiro. Só porque uma porcentagem deles leva a vida sem limites não é sinal de que são todos iguais. Foi a partir daí que tomei impulso para escrever.

Ser jovem é ser ao mesmo tempo adulto e criança. É gostar de música, curtir com os amigos, não se encabular, ter a mente aberta para tudo. Saber transformar um erro ou uma crítica em coisa melhor.

Ser jovem é ter tudo, mesmo não tendo nada.
Os jovens de hoje só não são iguais aos de antes porque o mundo mudou. Mas muitos conservam valores antigos como seguir a Deus, como provado pela Jornada Mundial da Juventude.

Mas na realidade, para mim, jovem não é somente quem é novo, e sim quem tem um espírito e uma mente jovem.


Volta ao inicio da pagina

E.M. João Baiano
Aluno: Mateus Mendes de Moura
Série:7º. Ano
Professora: Geralda Eunice Moreira e Rocha
Categoria:Poema

O lugar onde vivo

O lugar onde vivo
é muito lindo e encantador
é até mais belo
que as praias de Salvador.

No lugar onde vivo
existe uma fonte
de onde dá para ver
um lindo horizonte!

No lugar onde vivo
tem raposa, tem lebre
disse meu amigo
Lá de Porto Alegre.

No lugar onde vivo
as árvores falam baixinho
é a joia rara do Universo
e se chama Camilinho.


Volta ao inicio da pagina

E.M.Profa. Zezé Ribas
Aluna:Nislane Damiane Silva
Série: 8º. Ano
Professora: Marcileia Oliveira
Categoria: Poema

Minha Comunidade

Pra contar aqui estou
Como nasceu minha comunidade
A origem do seu nome
Que trouxe verdadeira curiosidade.

Um pé de espinho nasceu
No meio do córrego floreceu
Sempre as pessoas o cortavam
E ele novamente brotava

Daí veio o nome querido
Espinho, que por todos
É aplaudido.

Minha simples comunidade
Tem muita tranquilidade
Culturas prevaleceram
Desde a antiguidade.

Entre elas tem a dança
E todos tem seu gingado
Quando tem oportunidade
Todos dão seus requebrados.


Volta ao inicio da pagina

Premado
Prêmio: R$1.000,00

E.E.Augusto Aires da Mata Machado
Aluno: Otávio De Moura Ávila
Série: 9º. Ano
Professora: Noali Aparecida da Rocha Silva
Categoria: Poema

Maioridade penal


Começo minha rima com um papo legal!
Vamos refletir sobre a maioridade penal!
Os moleques estão agindo como adulto e saindo ileso.
Estão pintando e bordando, mas não podem ser preso

Então me diz que justiça é esta protegendo ladrão?
O cara rouba, mata faz o que tem intenção.
mas no fim é advertido, nada mais e só
O juri declara perdoado o réu menor.

Me fala pra que sonhar com um pais de esperança
Se ladrão rouba e mata e ainda é comparado com criança?
Criança brinca de carrinho e também vai à escola
Moleque mata, rouba e cheira cola.

Meu caro senhor, preste atenção
Cuidado com o menor que te pede um pão.
Cuidado meu menino com seu amiguinho de confiança
Pode ser um bandido fingindo de criança.

Para que tentar mudar se continua normal.
Oh presidente. por favor, pare de defender marginal
Sou a favor da diminuição da idade penal.
Não deixe o pais acabar dominado por marginal

Sozinho não mudo a lei, mas
não sou só o que quero eu sei
Oh juiz, por favor. Deixe o pais se orgulhar.
comece dando segurança pro João, pra Maria trabalhar.

Oh presidente, pode me escutar?
Eu só quero segurança pro meu filho estudar.
Esse pedido não é só meu, é de todo mundo
De que adianta ser menor, se a atitude é de adulto?!

Termino com um apelo, peço segurança
Seu juiz, prenda o malandro que não é mais criança.
Faça o que lhe foi incumbido
mas, por favor, pare de dar apoio pra bandido.


Volta ao inicio da pagina

E.E. Joviano de Aguiar
Aluno:Pedro Rodrigues Júnior
Série: 9º. Ano
Professora: Márcia Moreira
Categoria: Cronica

Efêmeros

Jovens... tão confusos, não?! Não é de hoje que o mundo jovem é assim. Confuso, sempre foi. E sempre vem mudando. Ou seja, ser jovem é confusão pura. Da cabeça aos pés.

Há muitos mistérios envolvidos na vida, entre eles está a juventude. Ninguém sabe o que é realmente. Apenas se sabe que ser jovem, é ser jovem e não há idade para isso. Existem jovens de oitenta e tantos anos e velhos de apenas dezesseis.

Ser jovem é viver de bem com a vida, sem se importar com nada. É viver realmente, sentir o calor do sol, o frescor da água... é estar de bem consigo mesmo. Claro que a juventude não é um eterno mar de rosas. Com a chegada da juventude, vem também a puberdade, e com ela, as espinhas, e com elas, problemas. Poucos não passaram por isso e muitos ainda passam. Vêm também as mudanças do corpo e dos sentimentos. As paixões, os amores, as desilusões e as decepções. Mas tudo isso faz parte dessa fase.

Ser jovem é ser livre.

Ser ousado.

Ser feliz.

Ser jovem é ver a cor da vida.

Ser jovem é brincar, se divertir.

Ser jovem é viver de alegrias, frustrações e tristezas.

Ser jovem é viver do seu jeito.

Ser jovem é viver a vida.

Ser jovem é acreditar em Deus.

Enfim, ser jovem é algo confuso, complicado, bom, ruim, triste, alegre. Ser jovem é viver de mutações, transmutações, metamorfoses. Ser jovem, no final, é ser... efêmero.


Volta ao inicio da pagina

E.E. Aurelio Pires
Aluna:Rosana Aparecida de Oliveira
Série: 9º. Ano
Professora: Andréia
Categoria: Poema

Ser Jovem

Ser jovem é ter o mundo nas mãos
É querer a vida como se não existisse amanhã.
Ser jovem é querer ultrapassar as fronteiras
É toda hora mudar de opinião.

Ser jovem é amar o próximo
É não encontrar barreiras ou obstáculos
nas suas realizações
É ter sonhos e decepções.

Ser jovem é sorrir e chorar
É ter alegrias e tristezas
É olhar em frente
e acreditar na sorte.

Ser jovem é ter altos e baixos
É permanecer descobrindo
É transmitir otimismo.

Ser jovem é amar, é sofrer, é lutar.
É viver com toda fé possível
De que amanhã, sempre será um novo dia
De luz, sol, vida e esperança.