Revitalização da Praça Padre José Machado

Retornar

Quem entra na cidade de Gouveia pelo acesso norte, quando paralelo à Matriz de Santo Antônio, assusta-se com os tapumes da praça e questiona: Que estão fazendo com a principal praça de Gouveia? Praça denominada dos Diários Associados, hoje, praça Padre José Machado, onde tantos romances se iniciaram, onde tantos discursos foram pronunciados, onde houve, tempos atrás, grande viveiro de colibris, os internos, prisioneiros, eram de Assis Chateubriand; os externos, livres, eram de Efigênio? Eram dos gouveianos? Não! Eram de ninguém! Viviam e voavam livremente. Os coqueiros e as árvores mais altas podem ser vistos, intactos, por cima do tapume, mas a figura do padroeiro, o busto de Efigênio Paixão, as pedras de moinho serão preservados?
A curiosidade, normalmente, leva o interessado a voltear em torno da praça, mas a visão que se tem quando em frente ao Restaurante Piccolino é só tapume. Completando a volta vê-se, na face norte da praça, grande portão fechado com cadeado. Então, a curiosidade continua.
Eu não estaria redigindo este texto se não pudesse esclarecer as dúvidas. Eu vi o outro lado do tapume e ciceroneado por nada menos do que o Senhor Prefeito Municipal. Eu compunha o grupo constituído por Geraldo Sérgio, da comunidade de Camilinho; Geraldo Miranda, de Ribeirão de Areia e José Mendes de Água Parada que foram recebidos, em audiência, pelo Senhor Prefeito para tratar de assuntos daquelas comunidades. O prefeito, após a audiencia, deixou de lado o chapa de bronze, e, ele mesmo dirigindo, usou um chapa branca e nos mostrou, com entusiasmo, os trabalhos de revitalizaçao, que serão executados pela Construtora Strada do empresário Chiquinho Moura de tradicional família de fazendeiros da região de São José do Galheiro.
Na praça, os canteiros serão repaginados, número de bancos e as áreas livres serão acrescidos, tanque de carpas e tartarugas substituído por uma fonte, com bancada em semicírculo no lado sul. Na área da fonte será elevada de modo a reduzir a inclinação do terreno na metade norte da praça.

Crônica de responsabilidade da CELT


REVITALIZAÇÃO DA PRAÇA PADRE JOSÉ MACHADO

Consultando o dicionário a palavra revitalizar agrega em si todo o sentido do que será feito na praça Padre José Machado a tão querida e conhecida pracinha para os gouveianos. Revitalizar tornar a vitalizar insuflar nova vida ou vigor em revigorar, reviver, revivificar, revitalizar as energias. Supomos esta pratica como um intento muito mais do que físico e estético um intento afetivo, porque a praça Padre José Machado remete-nos à nossa velha infância com colibris despertando o nosso imaginário de beleza, tartarugas e cágados com a sua letárgica calma a nos hipnotizar minutos e minutos a observá-los, flores coloridas árvores e coqueiros serenos, o pinheiro cheio de lâmpadas coloridas no natal despertando a magia da época, a pedra “de moinho” testemunho histórico de tantas vidas passadas e presente em nosso cotidiano ainda. A praça Padre José Machado é o oásis de Gouveia nela tudo passa e tudo alcança um estado de paz envolvidos em sua serena presença. Faceira como só, a pracinha é a dona alcoviteira conhecida por varias gerações cenário de olhares, de suspiros e sorrisos os “foot” dos fins de semana que afundam o seu chão a espera por alguém que naquele dia não vem, os encontros inesperados, as conversas descontraídas, as alegrias das conversas amigas, as festas, as serestas, tudo ela convida e aplica a gentileza da boa anfitriã. Os seus bancos são os seus ajudantes fieis sempre disponíveis para agregar amigos ou enamorados ou mesmo aqueles cansados das correrias rotineiras que sobremaneira ali encontram o descanso e o encanto da natureza que inaugura na alma de quem nela se encontra a esperança traduzida em poesia de cores e vida. E como noiva sempre em festa, a fonte em seu seio com seus fios de prata a cobrir o ar de leveza e frescor, a água que acalma e que pacífica.
Agora esta bela dona será repaginada como toda senhora de bom gosto que dá para si o devido valor. Augustos e altivos serão os seus retoques, não como aquelas cirurgias invasivas que tudo modifica e que extrai a essência, serão retoques e detalhes para acender com maestria a vida que nela pulsa. A intenção de revitalizá-la é uma forma de agradecimento a tantos momentos de beleza e de alegria que ela sempre fez-se cenário, mas sumariamente, para valorizar a nossa cidade e a cada um de nós, como cidadãos gouveianos que prezam pelo bem estar da população e pala divulgação de uma cidade acolhedora e bonita. Torcer para que praça fique bela convidativa não é só dever como cidadão mas direito que cada cidadão gouveiano que honra com os seus compromissos e que merece um lugar aprazível para divertir junto a seus amigos e familiares. Abracemos com animo esta mudança, abasteçamo-nos com a alegria do belo somente, isso é o que mais importa

SECRETATIA DE CULTURA, ESPORT, LAZER E TURISMO.

Esta crônica nos foi entregue pela dinâmica Secretária Municipal de Cultura, senhora Giselle Dória. Ela nos enviará a planta baixa deste projeto, que será mostrada neste espaço.

Unidade Básica de Saude SoL-Kobu


O Senhor Prefeito, também nos mostrou a unidade básica de saúde, já recebendo equipamentos médicos e mobiliario: ultrassom, raio-X, cadeiras e equipamentos odontólogos montados em três consultórios. Local para recolhimento do descarte hospitalar. Visitamos, também, as instalações da Farmácia de Minas.
Acabamento dos préditos, equipamentos e mobiliário, tudo, de primeira linha. Ambiente agradável para pacientes e acompanhantes, com plantas, sempre que possível.

Textos e fotos de responsabilidade de Raimundo Nonato de Miranda Chaves